terça-feira, 30 de janeiro de 2018

[RESENHA] Em Algum Lugar nas Estrelas

Resenhado por: Pamela Verdan

Título: Em Algum Lugar nas Estrelas
Ano: 2016
Autora: Clare Vanderpool
Editora:DarkSide Books

https://images.livrariasaraiva.com.br/imagemnet/imagem.aspx/?pro_id=9337782&qld=90&l=430&a=-1



Esse foi um dos livros que comprei pela capa. Assumo! Mas a DarkSide tem um talento para fazer livros com capas duras maravilhosas. Esse volume é cheio de ilustrações nas primeiras páginas e no meio que prenderam minha atenção e me fizeram ir entrando no clima da história. Li pouco sobre ele antes de comprar e não me arrependo, foi ótimo ler sem saber muito. Por isso vou tentar ser o mais neutra nessa resenha e não contar nada que possa acabar com a graça dele.

A história se passa nos anos 40 e conta sobre Jackie, um garoto que acabou de perder a mãe. Por conta da guerra seu pai é ausente, e essa distância uniu ainda mais mãe e filho, tornando assim a perda da mãe um baque maior. Após tanto tempo fora e ainda envolvido com a guerra o pai de Jackie resolve mandar a criança para um internato por não saber lidar com o próprio filho. Lá nosso querido personagem começa a sentir-se solitário, como se não pertencesse aquele lugar, então ele conhece Early, o menino mais estranho da escola e um garoto prodígio. Early tem algumas manias como ter um cantor específico para cada dia da semana e só ir as aulas de matemática, essas peculiaridades depois descobri ser sintomas da síndrome de Asperger. Os dois criam uma estranha espécie de amizade quando Early começa a contar a história de Pi. Jackie que ainda está lidando com a morte da mãe tem diversas atitudes questionáveis, mas compreensíveis. Ao ficarem sozinho na escola no feriado, os dois partem para uma aventura. E não vou contar qual é aventura, vá ler!
Esse livro é fantástico! Durante todas as páginas fantasia e realidade vão se misturando. Você não consegue notar rápido o que é real e isso que o deixa mais maravilhoso. Por conta dessa mistura você embarca na história sem saber onde vai dar, não é uma história em que você consegue adivinhar todos os próximos passos e na verdade eu nem tentei saber de tão incrível e maravilhoso o universo retratado no livro. É uma leitura para ser feita de mente aberta para entrar de cabeça, coração e alma na fantasia.
         São abordados diversos sentimentos que te fazem pensar nas suas atitudes ao mostrar que uma mesma informação pode ter diversos sentidos, dependendo de quem a está analisando. É uma história de superação, auto aceitação, amor, amizade e perdão. Você consegue se conectar com cada personagem, eu não consegui tomar partido de um só. Todos me encantaram. Ao acabar o livro me senti tocada pela escrita de Clare e quero levar esse livro no coração para sempre.
        Um ponto ruim é que em alguns momentos a leitura é mais arrastada e eu precisei reler para compreender a história, mas nada que atrapalhe.
             Essa foi uma resenha mais sobre o que achei do livro e menos dele porque realmente não tem como contar a aventura deles sem dar spoilers ou acabar com a graça. Como disse, é para embarcar no desconhecido para poder ser impactado pela história.
                Espero que gostem como eu gostei!
 

domingo, 28 de janeiro de 2018

[EVENTO] Feira das minas

Ooooi gente!!

Antes de começar esse post, deixa eu perguntar uma coisa para vocês: Já estão participando do sorteio de aniversário de 3 anos do Blog Mundinho da Hanna em parceria com o Prateleiras? Não?! Então da um pulinho lá (LINK) e se inscreve rapidinho.

Agora sim vamos ao post de hoje.

        Então gente, nesse fim de semana rolou aqui no RJ a Feira das Minas. Como está escrito no perfil do evento no Facebook "uma feira que une empreendedorismo feminino, sustentabilidade, consumo consciente, oficinas gratuitas e empoderamento". A divulgação da feira apareceu no meu Facebook totalmente por acaso, acho que devido a grande quantidade de páginas de produtos e iniciativas sustentáveis que tenho seguido ultimamente, mas o caso é que eu achei tudo o maior barato e resolvi ir lá conferir, principalmente porque ia rolar uma oficina de Leites Vegetais que chamou super a minha atenção.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Vamos falar um pouquinho de sustentabilidade?

Oi gente,

          No primeiro post desse ano eu contei para vocês que queria fazer algumas mudanças no blog esse ano, certo? Queria colocar mais itens nas minhas prateleiras que não apenas livros. Pois é! Todo ano, eu tento   conhecer algum projeto ou alguma iniciativa social nova que eu possa apoiar. No ano passado eu conheci o projeto Segunda sem carne e me mantive ativa nele por todo o primeiro semestre do ano, depois eu realmente me perdi, isso porque há uma série de dificuldades em mudar o estilo de vida que a gente só se depara uma vez que começamos a lidar com as mudanças.


           As minhas dificuldades foram inúmeras e eu pude constatar o quanto o consumo de carne está culturalmente impregnado na nossa rotina. Não estou aqui para convencer ninguém a ser vegetariano, nem para fazer propaganda da Segunda sem carne, mas o caso é que precisamos mesmo pensar sobre nosso papel em uma sociedade dinâmica e temos que nos desafiar a experimentar novas possibilidades e esta me pareceu uma iniciativa muito interessante, desafiadora e ao mesmo tempo que muda muito pouco a nossa rotina. Agora em 2018, eu continuo tentando seguir a #Segundasemcarne e vou contando aqui as minhas aventuras culinárias.
              Mas hoje eu vim contar a meta oficial de 2018.  No finzinho do ano passado eu comecei a ler muito sobre reciclagem e o destino do nosso lixo e eu fiquei desesperada com os dados que encontrei!    



          Primeira coisa: Vocês conhecem algum lugar que faz coleta seletiva? Sabe aquela que tem um caminhão para cada tipo de resíduo? Pois é. Eu também não! Aqui no RJ eu conheço (por pura sorte) dois locais que tem uma política de coleta seletiva que são a UFRJ e a Fiocruz, mas eu tentei descobrir o destino desse lixo e não consegui encontrar muita informação não. Mas de qualquer maneira, em 2010 foi aprovado no Brasil a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mas apenas 18% dos municípios possuem coleta seletiva!
              Pelas informações que consegui encontrar na internet  aqui no meu estado (RJ) menos de 2% do lixo produzido (que não é pouco) destina-se a reciclagem enquanto até 20 vezes mais que isso tem potencial para ser reutilizado. Gente é muito pouco! Por esse e outros motivos (que eu poderia fazer um post gigante) eu fui procurar inciativas e medidas que me ajudassem a produzir menos lixo e a lidar melhor com o lixo inevitável que eu produzo. 
               Então gente. Esse post é para apresentar essa pegada mais "sustentável" que eu também quero dividir com vocês aqui. Ah, mas o blog não é literário? É, princialmente, mas eu também quero colocar um pouco das minhas vivências, experiências e expectativas nessas prateleiras e espero que vocês curtam!

Para escrever esse post usei os dados da página Abralatas e também uma reportagem do G1 Sustentabilidade.


Outras páginas que estou seguindo para aprender mais sobre como lidar com o lixo:

Tem mais coisas legais, mas aos pouquinho a gente conversa mais sobre isso.

Bju



sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

[RESENHA] O Príncipe Corvo (Trilogia dos Príncipes #1)

Resenhado por: Pamela Verdan

Título: O Príncipe Corvo (Trilogia dos Príncipes #1)
Ano: 2017
Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record


https://images.livrariasaraiva.com.br/imagemnet/imagem.aspx/?pro_id=9725326&qld=90&l=430&a=-1 

O lançamento desse livro foi muito desejado pelas antigas leitoras de romance de época. Várias leitoras pediram e sempre comentavam sobre nos eventos em que fui e fiquei muito curiosa sobre ele. Comemorei o lançamento e logo ficou na minha lista. Hoje trago a resenha desse livro maravilhoso.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Bem vindo 2018. META DE LEITURA

Olá leitores!!

As minhas prateleiras ficaram empoeiradas por quase todo o segundo semestre de 2017. O ano passado foi muito intenso e o blog acabou ficando em segundo plano. Apesar de cansativo não posso dizer que 2017 foi um ano ruim para mim, tive muitas realizações, mas hoje, no primeiro dia de 2018 venho fazer um post de boas vindas para esse novo ano que se inicia e também venho me encher de expectativa para voltar a escrever para vocês. 

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

[Clube do livro - Agosto] Jovens de elite

Oi gente!!!!!

Estão prontos para mais um clube do livro em parceria com o blog Capa literária? 

O título escolhido para esse mês é "Jovens de Elite" da editora Rocco.

Sinopse: Uma febre misteriosa deixou sequelas permanentes em toda uma população de jovens. Chamados de malfettos, alguns deles desenvolvem poderes especiais – controlam vento, fogo e até humanos – e se unem em sociedades secretas. Para alguns, esses Jovens de Elite são heróis que salvam inocentes em situações desesperadoras. Para a Inquisição, os sobreviventes da praga são monstros marcados com poderes demoníacos e devem ser levados à justiça. Para Adelina, expulsa de casa após a doença, significa finalmente ter encontrado seu lugar no mundo. Mas ela logo percebe que não é uma heroína, que seus poderes são alimentados por medo e ódio e podem acabar trazendo uma era de pânico a esse mundo onde política e magia se chocam de maneiras surpreendentes... e aterrorizantes.



Eu do blog "Prateleiras da Fê" e a Kátia do Blog "Capa literária" estamos ansiosas para conhecer a opinião de vocês sobre esse livro. E então, o que acharam?

terça-feira, 8 de agosto de 2017

31/52 - O livro que todo mundo ama mas você odeia

Olá povo lindo. Postagem do 52 semanas saindo com atraso novamente (Jura Fê?) pois é! Desculpa gente. Também estou devendo o post de semana passada sobre o aniversário do melhor personagem que esse mundo conheceu (HP), mas eu vou fazer esse post em outra ocasião ok?

Então vamos lá. Falar de coisa boa. O tema de hoje é: O livro que todo mundo ama, ma eu odeio.

Gente eu já falei sobre ele aqui muitas vezes, falarei novamente por motivos de: Detesto esse livro!


Já falei em outros posts do projeto que não consegui concluir essa leitura! Achei o livro extremamente arrastado. Deu para entender a ideia geral. A coisa filosófica por trás da trama, mas não deu!

É isso povo. Vocês já viram o post da Hanna? Eu tenho certeza que "A cabana" não está na lista dela!

Bjs

segunda-feira, 24 de julho de 2017

29/52 - Livros que deveriam virar filme

Oi gente!!!

Já falamos dos livros que se tornaram filmes nesse ano, mas hoje vamos falar sobre os livros que eu gostaria de ver como filmes, mas até o momento ainda não foram adaptados. Antes de falar da minha seleção deixa eu explicar uma coisa: sempre gosto de ler primeiro que assistir uma adaptação. Adoro imaginar os locais e personagens a minha maneira e realmente detesto capas que são poster de filmes. 
Dito isso, vamos lá:

1) Trilogia "O teste"

Páreo duro para competir com Jogos Vorazes e Convergente, essa trilogia com certeza daria uma bela adaptação para o cinema e não tenho dúvida de que teria grande público também.

 2 - Um lugar chamado liberdade

Uma adaptação com essa com certeza seria daquelas bem dramáticas e com uma carga emocional bem pesada. Eu realmente amei esse livro e filmes nesse contexto de exploração, se bem feitos, alcançam mais pessoas que o livro então, acredito que um filme como esse seria bem impactante.

3- Os assassinos do cartão postal

Com vários títulos já adaptados, mais um filme não seria novidade para James Patterson. Esse título em especial eu realmente gostaria de ver nas telonas. Achei o texto bem fechado e a narrativa já parece ser um filme. Com certeza assistiria.

4- A criança amaldiçoada

Me diga: Em toda a face da terra, qual Potterhead não quer assistir a esse filme? Pois é... Não preciso nem falar mais nada né!?


Por hoje é só meu povo!

Bjuuu







domingo, 16 de julho de 2017

28/52 - Lugares perfeitos para ler um livro

Post para o projeto 52 semanas saindo...

Olá todo mundo. O tema de hoje em parceria com o blog mundinho da Hanna é "Lugares perfeitos para ler um livro" e cá entre nós Qualquer lugar é a unica resposta que me vem a cabeça, ne nom? mas vou escolher algumas fotinhos que representam lugares onde eu sempre termino com um livro na mão:

1- Piscina


2- Praia




3- Rede





4 - Espaço de leitura em livrarias




5 - Minha caminha (antes de dormir principalmente)

Obs: Esse quarto não é meu, mas gostaria que fosse!

Bem gente. Por hoje foi isso. Não deixem de ver o post da Hanna.


Bjs
 
















segunda-feira, 10 de julho de 2017

27/52 - Autores nacionais que eu indico

Oi gente!!

Passamos da metade do projeto 52 semanas!!!! Uhull e hoje vamos falar de literatura nacional. Nos últimos posts eu falei um pouquinho sobre eventos literários e foi através deles que eu passei a dar mais atenção a literatura nacional. Eu confesso que ainda leio muuuuuuito pouco de literatura nacional e não sei o porquê. Acho que passa muito pelo comodismo e também pela pouca divulgação por parte das editoras. Minha whishlist não para de crescer e grande parte dos lançamentos nos gêneros que mais leio são de autores estrangeiros e vou mantendo esses livros como prioridade. Mas... isso está mudando e espero poder falar mais sobre literatura nacional aqui com vocês.
Para o post de hoje eu vou citar alguns títulos nacionais que eu já li e gostei, ok?

1) O treinador do meu sobrinho


Esse foi o último livro nacional que eu li e AMEI!! É da autora catarinense Vanessa Gramkow e com certeza indico o trabalho dela!! Esse é um romance bem leve e que eu li super rapidinho.

2) Até eu te encontrar


Outro romance que eu adorei. O livro é ambientado na Universidade de Viçosa e esse clima universitário deu um toque todo especial à estória que também conta com um toque de misticismo muito legal.

3) Trilogia redenção

Essa não é a primeira vez que falo de Redenção aqui no blog. Essa trilogia de romances hot é de tirar o fôlego e Matheus Sá de Mello será meu eterno crush literário.

4) Os espiões

Esse foi o primeiro livro de lançamento recente de um autor brasileiro que eu li. Esse é um livro de suspense com um com toque de humor que eu devorei! Recomendo muito muito muito muito.

5) Minha vida é um reality show e Fuga para o paraíso




Esses são os livros dos meus autores parceiros. Você pode conferir as resenhas completas nos posts aqui do blog.

Bem gente. Por hoje é isso. Espero que vocês tenham gostado e não deixem de comferir o post no Mundinho da Hanna.

Bjs